Coordenadoria Estadual de Proteção e Defesa do Consumidor
Secretaria de Estado da Justiça e de Defesa ao Consumidor

RECALL: FIAT 500 TEM FALHA NA EMBREAGEM
17/06/2016

 O modelo Fiat 500 tem um defeito de fabricação na embreagem e terá que passar por um recall para que o conserto gratuito seja feito. Segundo a montadora, a falha afeta 16.193 unidades ano/modelo de 2012 a 2016. Todas têm transmissão manual e a numeração de chassis varia de 3C3CFBR1C100677 a 3C3AFFAR1GT173711. Porém, ainda não existe uma solução para a falha.

Em nota divulgada hoje (16), a Fiat explica que o pedal da embreagem do compacto pode apresentar "curso excessivo", impossibilitando a troca de marchas. Quando isso acontece, o carro perde a capacidade de tração, ou seja, de se acelerar. Assim, há risco de acidente com potencial de lesão aos ocupantes e até de pessoas que estejam fora do carro.
 
A empresa ainda não tem uma medida que conserte o problema, por isso comunicará novamente o recall em breve para que os proprietários agendem o reparo gratuito em uma oficina autorizada. Para esclarecer dúvidas, a montadora orienta os clientes a entrarem em contato pelo telefone 0800 707 1000.
 
 Recalls da Fiat
 
Este é o segundo recall que a Fiat convoca no ano. O primeiro foi em maio e afetou 3.825 unidades da Fiat Toro por um problema no sistema de controle de velocidade de cruzeiro.
 
No ano passado, a empresa chamou outros 95.918 carros para consertar falhas de fabricação. Em julho, 62.301 unidades dos modelos Grand Siena e Fiorino apresentaram uma falha no sistema de direção. Já o modelo Freemont foi o afetado nos dois recalls seguintes: em novembro, 23.310 unidades foram diagnosticadas com falhas no sistema do motor, enquanto outros 10.307 carros foram convocados em dezembro por conta de uma falha no sistema de freios.

Direitos do consumidor
 
O Procon-SP orienta a todos os consumidores envolvidos em campanhas de chamamento a exigirem o comprovante de que o serviço de reparo tenha sido realizado. O documento deve ser conservado e repassado adiante em caso de venda. O direito ao reparo gratuito também é garantido aos proprietários de veículos que foram comercializados mais de uma vez.
 
Os veículos que não atenderem ao recall e forem reparados em até 12 meses trarão a informação do não atendimento no campo "observações" do próximo Certificado de Registro e Licenciamento (CRLV), conforme determinado pela Portaria Conjunta nº 69 de 15/12/2010, da Secretaria de Direito Econômico e do Diretor do Departamento Nacional de Trânsito.
 
Fonte: Auto Esporte